Menu

  Notícias Relacionadas
 
31/01/2019
BAESA alcança 1 milhão de mudas nativas plantadas
Leia mais

05/10/2012
Bromélia Dyckia distachya é tema de seminário
Leia mais

01/10/2012
BAESA promove seminário sobre a Dyckia distachya
Leia mais

04/09/2012
Seminário debate a bromélia da Dyckia distachya
Leia mais

   

  Fauna e Flora
 
A preservação de espécies animais e vegetais, e a conseqüente manutenção dos ecossistemas, é o objetivo do projeto de Conservação da Fauna e Flora.

A preservação da fauna está sendo assegurada por meio dos trabalhos de manejo, monitoramento e salvamento. Durante a construção da Usina, os animais resgatados foram levados para instalações apropriadas, a fim de garantir a máxima proteção. Lá, as espécies foram acompanhadas por especialistas que realizaram exames e registros em banco de dados antes de voltarem aos seus habitats.

A preservação da flora é feita com a coleta de mudas, sementes e estacas, utilizadas para reflorestar as áreas necessárias. Para realizar esse trabalho, a BAESA construiu um viveiro de mudas ao lado da barragem da Usina Hidrelétrica Barra Grande. São 2 mil metros quadrados destinados ao cultivo de espécies nativas da região. A meta é produzir anualmente 150 mil mudas.

Um dos trabalhos mais relevantes de preservação da flora foi o projeto de reintrodução da Dyckia distachya, uma bromélia considerada potencialmente extinta, cujos exemplares existentes nas corredeiras do rio Pelotas foram resgatados e replantados em outros locais antes da formação do reservatório da Usina.

Passados três anos, a Dyckia distachya adpatou-se aos novos locais em que foi replantada, inclusive produzindo sementes e formando novas colônias. Os esforços de conservação reduziram sua vulnerabilidade e promoveram novas bases científicas para sua preservação.
 


Voltar Para a Pgina Principal

 Imagens
 
 







  • Baesa ® 2009 - Todos os direitos reservados.
    Proibido qualquer tipo de reprodução parcial ou integral dos conteúdos deste portal.
    Desenvolvimento Masterpress